Davos 2020: 'O grande inimigo do meio ambiente é a pobreza', diz Guedes

Ministro da Economia discursou na manhã desta terça-feira, 21/01/20, em Davos, na Suíça, durante o Fórum Econômico Mundial.

Célia Froufe, O Estado de S.Paulo

21 de janeiro de 2020

DAVOS - O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse, na manhã desta terça-feira, 21, durante o painel "Shaping the Future of Advanced Manufacturing", realizado durante o Fórum Econômico Mundial, em Davos (Suíça), que o grande inimigo do meio ambiente é a pobreza. "Destroem porque estão com fome", justificou o brasileiro.

Guedes falou sobre os três centros que o Brasil está criando para se aproximar das atividades do Fórum Econômico Mundial.

01 - Um é ligado à promoção da educação, da pesquisa acadêmica

02 - É a ligação com as pessoas de negócios, empresários

03 - O outro é um acelerador de qualificações. "Há habilidades para ampliar como as coisas estão se colocando no mundo e suas necessidades.

Para Guedes, a inovação vem ocorrendo no mundo por meio de um processo descentralizado, mas a busca é fazer com que o País se integre a esse sistema. "Para um País como o Brasil é ainda mais crucial, pois precisamos ter a certeza de que teremos um ambiente de negócios, acadêmico, que permita conhecimento", salientou.

Ainda sobre descentralização, ele citou que Israel se desenvolveu em tecnologia, mas que o país não conta com escala. "Nós temos escala, agora precisamos investir em educação", afirmou. "Podemos atingir isso se tivermos educação e mais conexões."

Para trás na globalização

O Brasil ficou para trás em relação ao acompanhamento das modernidades do mundo, na avaliação do ministro da Economia, Paulo Guedes, expressa no painel “Shaping the Future of Advanced Manufacturing”, realizado durante o Fórum Econômico Mundial, em Davos (Suíça). “Perdemos a grande onda da globalização e da inovação, então essa mudança vai levar um tempo (para ocorrer no Brasil), mas estamos a caminho”, afirmou.

  • 183 visualizações