Suécia

10 milhões de habitantes

Moeda: Coroa Sueca

PIB (nominal): US$ 551,2 bilhões (em 2018)

PIB per capita: US$ 57.230 (em 2018)

Não há política de confinamento até agora: enquanto os suecos assistem a imagens de policiais patrulhando as ruas em países como Espanha e França, na Suécia os restaurantes, bares e lojas permanecem abertos (embora com movimento notadamente fraco), assim como a maioria das creches e escolas

Na contramão de seus vizinhos nórdicos e de outros países europeus, a Suécia optou por não impor medidas restritivas para combater o coronavírus. Os suecos até hoje continuam se reunindo em bares para tomar cerveja e frequentar restaurantes. As escolas e universidades também não pararam. As lojas estão abertas e as pessoas circulam normalmente pelas ruas.

A estratégia central é priorizar a proteção das pessoas mais idosas e de grupos de risco, e adotar medidas graduais de resposta à epidemia a partir da avaliação diária conduzida pelas autoridades de saúde sobre a evolução da crise.

A fim de salvaguardar a sociedade e manter a tranquilidade entre a população, o governo sueco anunciou que irá subsidiar 90% do salário dos trabalhadores que sejam afastados temporariamente de seus empregos.

O governo sueco tinha a esperança de que o país passaria sem tantos problemas pela pandemia, já que possui um sistema de saúde considerado moderno e eficiente. Havia uma preocupação também de salvar a economia.

O sonho, no entanto, não se tornou realidade. Projeções do Banco Central da Suécia, o Riksbank, apontam que a economia do país deverá encolher 6,9% este ano. Isso, na melhor das hipóteses. No pior cenário, o tombo poderá chegar a quase 10%.

Com o congelamento mundial das atividades produtivas, as exportações da Suécia provavelmente levarão uma rasteira. As cadeias de produção também deverão ser afetadas

O que os números nos dizem?

A Suécia, com uma população de 10 milhões de pessoas, é o 21º país do mundo com mais casos, segundo a Universidade Johns Hopkins — eram pouco mais de 18,1 mil até 25 de abril — mesmo que na maioria das vezes apenas teste aqueles com sintomas graves. Agora, estão sendo introduzidas verificações de contágio mais amplas.

O país já registrou 2.192 mortes e tem uma taxa de mortalidade mais alta em relação ao tamanho da população do que em qualquer outro lugar da Escandinávia.

  • 337 visualizações