Energia Hidráulica, Energia Limpa

A energia elétrica tem como fonte principal a energia proveniente da queda de água represada a uma certa altura.
A energia potencial que a água tem na parte alta da represa é transformada em energia cinética, que faz com que as pás da turbina girem, acionando o eixo do gerador, produzindo energia elétrica.

Utiliza-se a energia hídrica no Brasil em grande escala, devido aos grandes mananciais de água existentes. Além disso, temos um predomínio de rios de planalto, de onde vem o nosso elevado potencial hidráulico.

O Brasil possui aproximadamente 20% da água do planeta e 11% da produção hidrelétrica do mundo.

Nosso potencial hidráulico favorecido pelo predomínio de rios de planalto é de 260 GW, mas apenas 24% são aproveitados, caracterizando o subaproveitamento

Potencial das Bacias Hidrográficas

Atualmente estão sendo discutidas fontes alternativas para a produção de energia elétrica, pois a falta de chuvas está causando um grande déficit na oferta de energia hidrelétrica
Em 2012, foi necessário gerar 14,3 mil MW em média, ao mês, acionando usinas térmicas, o que custou ao país R$ 12 bilhões a mais que a geração hidrelétrica.
A maior usina hidrelétrica no Brasil é a de Itaipu (Foz de Iguaçu) que tem capacidade de 12600 MW porém, não é só do Brasil. Itaipu é Binacional, isto é, Brasil e Paraguai são sócios.
A maior usina em produção de energia totalmente brasileira, é Tucuruí, no rio Tocantins. 8,7 MW.
Usina de Belo Monte.
Quando ficar pronta em 2019, a geração média ficará em 4.571 MW ao longo do ano ou apenas 41% de sua capacidade instalada.

.