A Bolsa de Valores de Nova York (Nyse), nos Estados Unidos, suspendeu a negociação das ações da Eletrobras nesta quarta-feira (18). A punição aconteceu porque a empresa não entregou seus balanços às autoridades norte-americanas até o prazo determinado. A decisão fez cair as ações da empresa (ELET3, ELET6) na Bolsa brasileira. A estatal disse que irá recorrer.

A consultoria KPMG, contratada para fazer a auditoria do balanço, não quer assinar o documento por não conseguir calcular os prejuízos da empresa com possíveis irregularidades. A Eletrobras foi envolvida em denúncias da Lava Jato, no ano passado, por meio de sua subsidiária Eletronuclear, que opera as usinas Angra 1 e Angra 2 e constrói Angra 3.

Com a punição pela Bolsa de NY, há risco de credores da empresa decidirem cobrar da estatal até R$ 40 bilhões em dívidas antecipadamente. Esses recursos sairiam dos cofres públicos e aumentariam o rombo fiscal.